MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Antiguidades a Venda

Encontre milhares de ofertas de Antiguidades usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 19/10/2017 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

O que é Antiguidade?

 

Atualmente o conceito histórico de “Antiguidade” é bastante amplo. Estamos acostumados a associar esse termo somente às antigas civilizações do Oriente Médio – Mesopotâmia e Egito – e ao mundo greco-romano, nas redondezas do mar Mediterrâneo. Só que tal associação hoje é tida como limitada. Nos últimos anos, a definição de “Antiguidade” foi ampliada para incluir o resto do mundo: a América, a África e o restante da Ásia. 

 

As Antiguidades são Símbolos de tradição do passado, uma arte esquecida no tempo. Há ainda quem valorize uma boa coleção.

 

Pinguins de geladeira, pratos decorativos, refrigerador dos anos 50 e vitrola agregam muita personalidade e sofisticação à decoração. Há jovens que pagam muito para ter em casa uma geladeira dos anos 50, uma vitrola ou um bidê no banheiro. 

 

 

Lista das 10 melhores Antiguidades

 

  • Pratos decorativos
  • Espada de São Jorge
  • Pinguim de geladeira
  • Banheira
  • Bidê
  • Geladeira Antiga
  • Azulejo
  • Lustres
  • Vitrola
  • Telefone



Como funcionam as Antiguidades

 

As Antiguidades referem-se principalmente às civilizações, com a sua cultura, com sua filosofia, artes plásticas, ciência e também a própria forma de se fazer a História.

 

 

Para que servem as Antiguidades

 

As Antiguidades servem para contribuir para a formação da nossa cultura, trazem informações da nossa história. Servem para entender o nosso lugar na sociedade, há de se percorrer e conhecer a história, entendendo a formação de sua identidade, de seus grupos sociais, e principalmente seu posicionamento no contexto familiar.

 

 

Tipos de Antiguidades

 

  • Pratos decorativos: Símbolo de tradição no passado, esses objetos especiais não são uma arte esquecida no tempo. Há ainda quem valorize uma boa coleção de pratos no século XXI. Especialistas afirmam que essas peças podem agregar muita personalidade e sofisticação à decoração.

 

  • Espada de São Jorge: Espada de São Jorge é uma espécie que antigamente foi muito usada em jardins e fachadas. Segundo a paisagista Lidiane Lourenço, a planta era colocada nas residências porque as pessoas acreditavam ser uma espécie protetora do lar. Ficou fora de uso por algum tempo, mas de uns tempos para cá, voltou a ser usada em vários tipos de estabelecimentos, residenciais e comerciais também. É uma herbácea muito resistente e de fácil manutenção.

 

  • Pinguim de geladeira: Os pequenos objetos perambularam entre o luxo e o lixo. Na década de 40 era chique ter um pinguim de porcelana em cima dos refrigeradores; nos anos 60 o item foi popularizado e passou a ser cafona, já no período dos anos 90 ele teve uma volta triufal e a sua aparição resultou em uma nova releitura da arte, denominada de ‘Kitsch’ (arte popular). No século XXI, eles continuam sendo vendidos, colecionados e relançados. Quem admira a arte e é bem humorado deve comprar um pinguim e colocá-lo em cima da geladeira. Profissionais afirmam que a  decoração da casa diz muito sobre o dono do imóvel.

 

  • Banheira: Os modelos antigos do século XIX, em estilo vitoriano, fazem tanto sucesso que atualmente empresas fabricam uma releitura dessas peças com ou sem hidromassagem. Além disso, algumas marcas resolveram trocar os  tradicionais pés metálicos por uma base feita em quarrycast – uma espécie de pedra calcária rara. Charmosa, pode ser usada como um mobiliário e oferece um resultado incrível ao ambiente. Uma peça nova pode custa quase R$ 9 mil.

 

  • Bidê: É um item muito antigo, muitos acham ultrapassado, mas tem gente por aí que faz questão de ter um no banheiro. Aqueles que gostam, têm o item instalado em casa por questão de higiene pessoal. O artigo é uma invenção francesa do final do século XVII ou no começo do XVIII, embora não se saiba exatamente a data e o inventor dizem por aí que o primeiro foi encomendado por uma rainha francêsa que sentiu-se ‘suja’ por não ter um recipiente para lavar suas partes íntimas. A mais antiga referência do objeto que se tem notícia foi em 1710. Por volta de 1900, graças os investimentos no sistema de encanamento das cidades, o bidê saiu do quarto e foi para o banheiro.

 

  • Geladeira Antiga: Uma geladeira antiga não precisa ter necessariamente a função de gelar. Muitas pessoas compram este objeto raríssimo para servir de armário ou cristaleira na sala, dando muita personalidade e estilo ao ambiente. Para quem quer comprar um refrigerador com visual dos anos 50 que tenha a função de gelar é possível encontrar um novinho nas lojas de decoração e eletrodomésticos. A releitura costuma ter um preço um pouco salgado. Já as peças antigas podem ser encontrados em feirinhas como a da Praça Benedito Calixto, em Pinheiros, por um preço mais em conta.

 

  • Azulejo: As cores e desenhos dos azulejos fora de moda estão totalmente  modernos. Não é fácil encontrar à venda azulejos antigos e fora de linha. Mas ainda restam algumas lojinhas espalhadas pelo País. O comum é decorar um ambiente usando mais de um modelo, mesclando cores e desenhos. É importante que tenha uma hamornia entre eles para o efeito ficar impecável.

 

  • Lustres: Quando mais antigo mais bonito. Os lustres nunca saem de moda, até mesmo os mais velhos. Basta, apenas, tomar os cuidados necessários e fazer sempre uma manutenção para conservá-los. As antiguidades são mais elegantes, costumam ser grandes e normalmente de cristais. Se você herdou ou comprou uma lustre grande e não tem espaço para ele na sua casa,  as lojas especializadas em restauração pode ajudá-lo. Ele pode ter o tamanho reduzido para se harmonizar com o local em que será instalado.

 

  • Vitrola: A venda de vinis como adornos de decoração tem aumentado bastante nos últimos anos. Ter uma vitrola do tempo da vovó para ouvir aqueles LPs antigos com os amigos é questão de bom gosto. Diferente do que muitos pensam, ter os móveis antigos decorando o ambiente não faz a casa ser simples. Atualmente, essas peças oferecem muito requinte aos cantos do imóvel.

 

  • Telefone: Apesar do design ultrapassado, os telefones do século XIX ainda fazem muito sucesso quando usados para enfeitar ambientes. Eles são bem maiores do que os atuais e usá-los não era, digamos assim, tão agradável. Lembra como era difícil ter que discar número por número? Por isso, telefone antigo só mesmo como mobiliário de decoração.

 

 

Benefícios das Antiguidades

 

As antiguidades servem de exposição, de decoração, mas também estão lá para compra, troca e venda, com preços a negociar de acordo com o valor do objeto, quão antigo ele é, etc.

 

Existem estabelecimentos que reúnem todo o tipo de antiguidades: câmeras fotográficas, registradoras, moedas, balas de canhão, discos, livros, lustres, telefones, peças de decoração, louças, eletrodomésticos e outras inúmeras peças que remontam o cenário de alguns anos atrás.

 

Em alguns casos o brega pode até ganhar uma nova funcionalidade dentro do lar. Tem muita gente transformando a geladeira herdada da avó em armário ou adega. Há ainda aqueles que mudam o visual do objeto e o deixa mais moderninho e cheio de charme.

 

 

Fontes:

guiadoestudante.abril.com.br

brasilescola.uol.com.br

turismosantoantonio.wordpress.com

revista.zapimoveis.com.br

ANÚNCIOS DE ANTIGUIDADES EM DESTAQUE

Comentários sobre Antiguidades

Vídeo sobre Antiguidades

Twitter
Antiguidades
http://www.youtube.com/embed/4fRTZVr8U2Q
Antiguidades