MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Canecas de Café

Encontre milhares de ofertas de Canecas de Café usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 10/12/2019 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

Caneca

Caneca é uma peça usada à mesa, cuja função básica é limpar dedos e lábios, e/ou proteger parte do vestuário contra salpicos de alimentos, durante as refeições.

Em design simples, geralmente possui o formato quadrangular, possibilitando assim, uma dobradura que facilite o seu manuseio, ou mesmo transformado num adereço decorativo, antes do seu uso .

São usados dois tipos de matéria-prima para confeccioná-los e cada um destes materiais tem relação direta ao local/evento em que é utilizado. Em ambientes de muita formalidade, utiliza-se guardanapo fabricado em tecido, podendo ser um pano liso ou estampado e geralmente é acompanhado de um acessório: uma argolas ou fitas de cetim, ou um anel metálico[3] . Em ambiente, evento ou locais sem qualquer formalidade, utiliza-se em papel de baixa gramatura (papel crepado, branqueado quimicamente, nas gramaturas de 18 a 25 g/m2, em folha única ou dupla, branco ou em cores), sendo descartado logo após a sua utilização.

História

Os primeiros relatos de uso similar ao guardanapo para fins de higiene nas refeições, vem da Grécia antiga, quando era utilizado o pão para essa finalidade, principalmente nos textos de Alcifrão ou Aristófanes.

Documentos encontrados na Ásia, demostram que na China antiga já se utilizava do guardanapo de papel no tradicional chá da tarde.

Na Idade Média, em grande parte da Europa, o uso de toalha de mesa e panos para limpeza das mãos e decorações, eram sinais de status e prestígio das famílias abastadas e foi neste período que o guardanapo passou a ser individual, pois antes, era compartilhado pelo casal ou a cada dois convidados .

Se hoje parece impossível comer macarrão sem um guardanapo para se limpar, na Idade Média isso era normal. Aliás, naquela época, usar um pano durante a refeição podia ser motivo de chacota. Por anos, na Europa medieval, só a nobreza se limpava para comer. O processo era feito geralmente com jarras de água trazidas por empregados antes e depois da refeição. Enquanto isso, os padres, outros membros do clero e os mais pobres limpavam as mãos com pão. Ou simplesmente não limpavam.

 

Alguns historiadores atribuem a criação do guardanapo a Leonardo da Vinci (1452-1519). O principal motivo é o Codice Romanov, livro de culinária atribuído ao inventor, que traz uma referência ao guardanapo. Mas, muito antes de Da Vinci, na Roma antiga, por volta do século 1, limpar-se com um pano já era comum. Principalmente nos banquetes. Ao chegar à casa do anfitrião, os convidados recebiam toalhas para a refeição. Em seu livro Banquete, o historiador inglês Roy Strong explica que também era comum os convidados trazerem seus próprios guardanapos, “grandes o suficiente para levar para casa qualquer iguaria não consumida”, diz o autor.

 

Foi apenas no fim da Idade Média que o hábito de usar panos voltou à cena doméstica. E, mesmo assim, era raro. Somente os mais ricos tinham guardanapos e sua utilidade era decorativa. Os panos eram engomados e exibidos como uma forma de arte próxima à escultura de papel. Na descrição de um banquete dado em Roma, em 1513, em homenagem a Giuliano e Lorenzo de Médici, os guardanapos aparecem dobrados como uma gaiola. Quando a peça era aberta pelo convidado, um passarinho saía voando.

 

Durante o Renascimento, em geral, os homens usavam o guardanapo sobre o ombro esquerdo e as mulheres o deixavam no colo. Para a mestre em História Cultural pela Unicamp Eliane Abrahão, “entre os séculos 17 e 18, nas cortes européias, começou a haver preocupação com o comportamento”. Desde então, o guardanapo passou a ser amplamente usado. Nos anos 70, surgiu a versão descartável.

Como fazer

O prendedor de guardanapo para casamento parece um mimo bobo, mas pode fazer toda a diferença no momento de você organizar a mesa de convidados. Ele deve ficar dispostos em cima da mesa, em cima do prato ou na lateral e será um toque especial na sua decoração de mesa de casamento. Muitos casais costumam investir bastante neste item. Não é necessário, mas valoriza a decoração se for um lindo porta guardanapo para casamento.

 

Para quem não conhece o item, ele é apenas um pequeno adereço a ser colocado para prender e organizar o porta guardanapo. Normalmente é usado quando é um guardanapo de casamento de tecido, mas há quem use em modelos de papel também sem qualquer problema. Não existem muitas regras para isso. Em tecido ele é mais necessário, mas nem sempre.

 

A noiva pode dispensar o porta guardanapo para casamento? Sim, pode. Muitos decoradores preferem modificar na disposição do guardanapo, na forma como colocam em cima da mesa ou até fazem modelagens diferenciadas. No caso do papel, ele por si só já é um item decorativo e não dá para inovar muito, por isso o porta guardanapo pode ser dispensado.

Modelos é que não faltam para usar na sua decoração de mesa de casamento. Há modelos com pedrarias, de pérolas para casamentos mais chiques, de tecido com flores se a proposta é animar a mesa, coloridos para quem pensa em decorar com alegria sua mesa, de renda para quem quer algo mais simples e sempre chique, dentre outros.

 

É de bom tom escolher uma cor para seu porta guardanapo com relação direta com sua decoração de mesa. Também é indicado que ele não seja da mesma cor do tecido do guardanapo para chamar uma atenção leve. Nada gritante, mas dar um toque especial ao item sempre fica bacana na decoração.

 

    Você não vai usar galhos secos de verdade, mas pode usar. Pegue galhos de plantas artificiais, compradas em lojas para arranjos. São mais fáceis de cortar, moldar e não se destroem com facilidade.

    Pegue um guardanapo e tire a medida com o primeiro galho. Ele deve dar duas voltas no tecido com conforto.

    Enrole agora com fita de outra cor e bem fina para os galhos ficarem presos. Deve-se formar uma argola para que o guardanapo passe por dentro do tecido. Seu porta guardanapo para casamento está pronto, mas você pode acrescentar uma etiqueta impressa em tecido com o nome dos noivos ou em madeira gravada artesanalmente para o item ficar ainda mais personalizado.

Comentários sobre Canecas de Café

Vídeo sobre Canecas de Café

Twitter
Canecas de Café
https://www.youtube.com/embed/taEmPQ8zxrY
Canecas de Café