MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Borrachinha de Amarrar

Encontre milhares de ofertas de Borrachinha de Amarrar usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 20/09/2019 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

Elástico, também mais conhecido como liguinha é um tipo de tecido com propriedades elásticas, i. e., retorna à sua forma – quase – original após ser deformado, esticado ou comprimido. Quase porque não é possível haver um material e condições ideais para que ele volte exatamente à forma original.

O elástico pode ser produzido através de um trançado de algodão ou outros fios têxteisjuntamente com fios de borracha. Contudo, ainda pode ser fabricado a partir de fibras sintéticas com propriedades semelhantes àquelas dos elásticos à base de fios de borracha. As fibras sintéticas são chamadas de elastômeros e as melhores delas são mais resistentes que a borracha.

É possível encontrar o elástico em diversos objetos e integrados em tecidos também. O elástico pode perder sua principal propriedade com o tempo, dependendo do uso e desgaste. Pode também se romper se alongado com uma força além da sua capacidade de resistência, que varia de material para material, condições de conservação e temperatura.

Uso comum[editar | editar código-fonte]

 

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d3/Gummisnoddar.jpeg/220px-Gummisnoddar.jpeg

Elásticos para prender dinheiro, papéis etc.

No uso comum, elástico é um objeto utilizado em escritórios, sendo um material cúbico ou cilíndrico em circunferência, usado para prender dinheiro, papéis, potes, embalagensetc. No Nordeste do Brasil é geralmente chamado de liga ouliguinha.

ELÁSTICO DE DINHEIRO - 9 UTILIDADES QUE VOCÊ NÃO CONHECIA

Eles não servem só para prender dinheiro! Veja aqui utilidades para o elástico FacebookPinterestTwitterGoogle+Organizar a cozinha - truques fáceisComo limpar seus gadgets com o que você tem em casa

 

Foto - Reprodução/lifehack

 

Sabe aqueles elásticos simples de prender dinheiro ou papel? Eles podem ter mil utilidades tanto para a organização da casa como para outras coisas. Se você usar um pouquinho da sua imaginação eles podem facilitar muito a nossa vida.

 

O VilaMulher vai te ensinar dicas fáceis e bem rápidas para solucionar alguns pequenos problemas caseiros usando nada mais que elásticos. Confira:

 

 

 

1 - Faça uma corrente de elástico e evite que as taças caiam do seca-louças;

 

 

 

2 - Aposte nos elásticos para evitar que as blusas mais finas caiam do cabide;

 

3 - Use para abrir jarras de vidro;

 

 

 

4 - Ou até para economizar espaço em uma mala de viagem;

 

5 - Os elásticos substituem a fita adesiva na hora de fazer unhas francesinha;

 

 

 

6 - Use um elástico mais grosso para evitar que o pincel caia na lata de tinta;

 

 

 

7 - Deixe as panelas fechadas e seguras com elástico;

 

 

 

8 - Nada de saliva! Enrole a ponta do dedo para virar páginas de revistas e livros;

 

 

9 - Aquele esmalte difícil de abrir vai deixar se ser um problema com esse truque.

Tipos

Resiliência é um termo bem complicado de se entender. É muito subjetivo e abstrato até certo ponto. Uma vez ouvi o seguinte exemplo sobre o que é Resiliência: “imagine um elástico, desses de dinheiro. Você o estica ao máximo, quando você o solta, ele volta a sua forma original. Isso é Resiliência.” Adorei. Imagina quantas vezes o elástico é esticado, e veja a maravilha da sua fórmula e composição, fazendo com que ele sempre volte ao mesmo estágio, sem grandes alterações na borracha, sem mudar seu formato, sem perder a elasticidade. E como podemos tomar esse exemplo para a nossa vida? Em todos os aspectos da sua vida, quantas vezes por dia você precisa se esticar psicologicamente e fisicamente para excecuar N tarefas e depois é exigido que você volte a estaca zero, e volte com todo vigor do início? Não é tão simples. Vamos pensar nos 3 âmbitos que fazem o elástico ser um exemplo vivo da tão falada Resiliência.

1. Não altera a matéria prima, a borracha = nossa Essência. Nossa essência é o nosso carácter, a nossa base. São os nossos princípios e valores que, a partir deles, nós tomamos várias decisões importantes na vida. Se a cada esticada de elástico que passamos, se a cada decepção ou grande esforço que fizermos por uma determinada situação que não deu certo mudarmos nossa borracha, acabaremos mudando nossa personalidade. Imagina se você desistisse de pagar todos seus impostos em dia porque leu nos jornais a corrupção dos políticos. “Chega! Não vou mais ser certinho nesse país que não me ajuda em nada, só me explora e alguém ainda está ganhando muito dinheiro com isso!”. Numa ‘esticada’, você esquece seus valores como a integridade. Muda sua essência e começa também a ser corrupto. Pense: qual legado está deixando diante disso, para seus filhos, seus funcionários, seus amigos mais chegados? Que você se corrompe diante das dificuldades da vida.

2. Não muda o formato = sua personalidade. Como será que o elástico descreveria a sensação de ser esticado? “Dói muito, é ruim, parece que vou morrer!” Bom, e quantas situações nossas também são assim? Nos levam ao extremo das nossas emoções, perdemos a razão, descemos do salto, brigamos. Depois pensamos “Nossa, não acredito que fiz isso! Não me reconheço!”. É comum – e não normal – perdermos o controle diante de situações limite, mas devemos buscar o equilíbrio. Identifica-se a maturidade numa pessoa quando ela consegue gerir suas emoções, consegue ter domínio próprio. Além de ser auto-destrutivo, também pode acabar com seus relacionamentos. É quase impossível conviver com uma pessoa imprevisível. No estica e puxa da vida, respire fundo e pense “a esticada é momentânea, isso não vai mudar minhas atitudes”.

3. Não perde a elasticidade = sua capacidade de adaptação. No retorno para a estaca zero, além de manter o mesmo formato, o elástico também mantém sua elasticidade. Se você novamente esticá-lo, você conseguirá, e repetirá e repetirá e repetirá. Nós temos a mesma elasticidade e adaptação diante das situações tensas, frustrações, puxadas de tapete e decepções da vida? Ou emburramos e desistimos na primeira queda? Imagine se o elástico falasse você “Oww, pode parar mané! Não vai mais me esticar não! Da última vez, doeu muito, depois você me deixou jogado em qualquer lugar, fiquei todo dolorido! Esquece, nunca mais você me estica!”. Imagina se a cada queda a gente desistir, não querer tentar mais porque essa ou aquela tentativa foi frustrada? Pararíamos sempre no meio do caminho.

O elástico sabe que sua função principal é amarrar objetos e, para isso, precisa se submeter ao estica e puxa. E qual é a sua função principal? Qual seu objetivo? É abrir uma empresa? É criar bem seus filhos? É ser um ótimo professor? É casar? É ser leal com seus amigos? É ser promovido? Não desista dos seus sonhos por causa do estica e puxa da vida! Fique firme, não se corrompa, não perca seus valores, não altere sua personalidade e saiba que tudo é só uma ponte para você alcançar seus objetivos!

Comentários sobre Borrachinha de Amarrar

Vídeo sobre Borrachinha de Amarrar

Twitter
Borrachinha de Amarrar
https://www.youtube.com/embed/uTXWYF3uLLk
Borrachinha de Amarrar