MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Guilhotina de Papel

Encontre milhares de ofertas de Guilhotina de Papel usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 18/01/2019 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

O que é Guilhotina de Papel?

 

Assim como todos equipamento, temos guilhotinas gráficas preparadas para atender diversos segmentos e “bolsos”. Até uma pequena copiadora precisa ter um equipamento desses.

 

Um dos equipamentos mais importantes para qualquer gráfica é a guilhotina. Se você já tentou cortar papel com outros tipos de faca ou estiletes, deve ter percebido que cortar papel não é tão simples como parece. Tem sempre aquela pontinha do papel que cisma de rasgar ao invés de ser cortada.

 

 

Lista das melhores Guilhotinas de Papel

 

  • Guilhotina de facão ou guilhotina de mesa
  • Refiladora
  • Guilhotina manual
  • Guilhotinas semi-automáticas
  • Guilhotinas automáticas

 

 

Como funciona a Guilhotina de Papel

 

O corte em si, é feito por meio de um braço mecânico, que atua sobre a faca gráfica, amplificando a força do operador. Existe uma variação de guilhotinas, que são muito usadas em gráficas que trabalham com embalagens e plotadoras, com uma faca com mais de 1 metro de comprimento. Servem principalmente para cortar papelão ondulado em grandes folhas, uma a uma.

 

 

Para que serve a Guilhotina de Papel

 

Os equipamentos de corte fornecem praticidade aos seus usuários e permitem, através de um movimento único, um corte preciso em grandes quantidades de papéis, além de proporcionarem acabamentos mais simétricos, economizando tempo e esforço. Podem ser utilizados para cortar apresentações, fotos, folhetos, cartões de visita, documentos plastificados, entre outros. Ideais para cortes de alto volume, possuem grande capacidade, cortam em formatos maiores ou materiais mais espessos.

 

 

Tipos de Guilhotina de Papel

 

  • Guilhotina de facão ou guilhotina de mesa: A guilhotina de menor porte é a guilhotina de facão. Nela o corte é feito por uma espécie de faca, presa numa extremidade e com uma manopla na outra. Na guilhotina de facão ou guilhotina de mesa se preferir, podemos cortar poucas unidades de folhas (cerca de 5 folhas no máximo), com um corte que depende muito da mão do operador.Elas normalmente tem pequena dimensão, indo de um corte de uns 20 cm até mais ou menos o tamanho A3. As melhores marcas possuem sistemas para fixar as folhas no momento do corte e tem marcas para visualizar o local exato do corte.

 

  • Refiladora: A refiladora é uma variação da guilhotina de mesa, na qual substitui-se a faca gráfica por uma roda afiada. Ela tem medidas similares as guilhotinas de mesa, indo dos 30 cm até pouco mais de 1 metro.O corte é feito movimentando-se a pequena roda afiada ao longo de uma guia. Com isso, temos um corte ligeiramente mais preciso do que a guilhotina de facão, sendo também uma boa opção para pequenas copiadoras e bureaus.

 

  • Guilhotina manual: A guilhotina manual, tem um sistema que permite fixar uma pilha de papéis, de modo a cortar mais de uma folha ao mesmo tempo, com um corte preciso. Existem dois parâmetros que são observados ao comprar uma guilhotina manual: A altura de corte e a largura de boca. A altura do corte vai dar o número de folhas que podem ser cortadas simultaneamente. A largura de boca, vai dizer o tamanho máximo do papel que pode ser cortado na máquina. 

 

  • Guilhotinas semi-automáticas: O maior esforço é na descida da faca, pois exige bastante força para que o corte seja preciso. Com isso os fabricantes resolveram automatizar esta tarefa, diminuindo o esforço do operador e melhorando o corte. Assim colocaram um motor elétrico, de boa potência, para deslocar a faca de corte.O acionamento é feito por botões ou pedais, geralmente dois, para evitar acidentes com as mãos, pois um dos maiores acidentes nas gráficas é o corte de membros nestes equipamentos. A parte de ajuste do papel e descida da prensa continua sendo feita manualmente. Quando a automação não é completa, chamamos estes equipamentos de semi-automáticos.

 

  • Guilhotinas automáticas: Na guilhotina automática, tudo é automatizado. O operador não faz quase esforço. Ele trata apenas do papel. Dentre os itens obrigatórios temos a movimentação da faca, da descida do balancim (é o nome da prensa) e a movimentação do batente traseiro. O operador coloca as folhas na máquina, faz uso do batente lateral e traseiro para acertar a folha, depois usando botões de avanço e recuo do batente traseiro, posiciona a folha e com um comando duplo (para segurança) ele desce o balancim fixando as folhas e desce a faca, fazendo o corte. Algumas guilhotinas tem uma almofada de ar comprimido, que fazem as folhas deslizarem pela mesa da guilhotina. Folhas que pesam alguns quilos parecem não pesar nada, devido a pequenos furos na mesa. Com certeza tira um grande esforço do operador.

 

 

Benefícios da Guilhotina de Papel

 

Existem melhorias implementadas nessas guilhotinas que merecem ser citadas. Uma delas é o chamado batente. A presença dele e a firmeza com que é feito, permite um melhor esquadro das folhas, deixando as mesmas exatamente com 90 graus. Se o batente for meio “frouxo”, com a batida, vai dar variações, deixando a folha ligeiramente torta. Visualmente pouco se percebe, mas na hora da impressão a offset vai notar a diferença, perdendo papel.
 
Outra melhoria é o avanço e recuo da mesa. Um sistema de volante aproxima e afasta o batente traseiro (existe o traseiro e o lateral), apresentando uma régua que dá a medida exata do corte (por um visor). Temos também a luz de corte, que mostra onde a lâmina vai pegar a folha, servindo para o ajuste fino. Por último, tem o sistema de prensa, que abaixa o sistema de prensagem das folhas, deixando-as fixas no momento do corte.
 
Outra melhoria é o posicionamento automático. Um pequeno computador controla a movimentação do batente traseiro, deixando as folhas sempre na posição correta. Você faz o ajuste inicial do trabalho e depois ele vai repetindo o trabalho sem nenhum esforço. Imagine que você tem que fazer 30 cortes seguidos, num trabalho que entra na guilhotina 100 vezes. Imagine o ganho de tempo no posicionamento. Também é outro grande benefício para o operador, só que neste caso ele deve ser um pouquinho mais esperto para saber fazer uso deste recurso.
 
Uma coisa que merece ser citada é o tamanho dos equipamentos. Quanto mais automatizada, maiores ficam as dimensões e peso, devido aos motores usados. Como diminui o esforço, também pode-se ter uma maior largura de boca e de mesa. Já vi equipamentos com mais de 2 metros de boca e com várias toneladas. Um equipamento desses não entra em qualquer ambiente.
 
Qualquer que seja o tamanho da sua gráfica ou bureau, deve-se pensar na comprar de uma boa guilhotina como uma prioridade.
 
 
Fontes:
papeldepapel.com.br
tilibraexpress.com.br
guilhotinaserefiladoras.com.br
cardquali.com

Comentários sobre Guilhotina de Papel

Vídeo sobre Guilhotina de Papel

Twitter
Guilhotina de Papel
https://www.youtube.com/embed/uTgHJotK__I
Guilhotina de Papel