MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Indústria e Comércio

Encontre milhares de ofertas de Indústria e Comércio usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 19/11/2017 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

O que são Indústria e Comércio

Um dos setores mais importantes para a economia de um país diz respeito à atividade indústrial, seguidos do setor de serviços e agronegócios. Este setor da economia é importante tanto em países desenvolvidos ou em desenvolvimento, especialmente os emergentes, mas não é mensurar o seu crescimento, visto que nos países industrializados mais avançados a maior contribuição para o PIB vem do setor de serviços, não do industrial. Na medida que os serviços contribuem em média com 70% do PIB, a indústria com mais ou menos 30% e o setor agrícola com 1% ou 2%.

De acordo com os livros de história, a indústria surgiu com a transição do capitalismo comercial para o industrial, no início do século XVIII, por meio de insumos como vapor, carvão e ferro. Mas foi a partir da Segunda Revolução Industrial, em 1860, que o capitalismo industrial se tornou rentável, com o aço, a energia elétrica e produtos químicos. A chamada Terceira Revolução Industrial surgiu em 1970 com a evolução da informática.

O crescimento industrial gera, portanto, mudanças de hábitos, padrões culturais e gerando novas necessidades de consumo e onde tal conceito não diz mais respeito às necessidades de sobrevivência, mas ao status social. De acordo com Nunes (FTC/EAD), a produção industrial está diretamente associada à multiplicação de diversos ramos de serviços que caracterizam a cidade moderno e o desenvolvimento tecnológico dos meios de transporte e comunicação.

O consumo gerou a acumulação que, por sua vez caiu nas mãos de comerciantes burgueses e a expansão marítima incitou por maior produção a preços baixos. Consequentemente, desde então, outro fenômeno surgiu o da mecanização.

Quais as classificações de Indústria e Comércio

Algns critérios de base podem classificar a Indústria e Comércio, que leva em consideração o tipo e o destino da produção. As que trabalham com matéria prima bruta é classificada como indústrai de base, que trabalham basicamente com matéria prima primária, bruta, transformando em insumos para outros bens de consumo.  São elas a siderúrgica, a qual dedica-se a fabricação do aço, e a petroquímica que é a fonte de diversos artigos de consumo disponíveis tais como plástico, tecidos sintéticos.

A indústria de bens de capital ou intermediário, que produz matéria-prima para outros equipamentos, como as máquinas. A indústria de bens de consumo são as que produzem para o mercado consumidor, como a indústria têxtil. A indústria alimentícia se divide em bens duráveis - para consumo a longo prazo como carros - e bens não duráveis, que produzem para consumo imediato.

Através do comércio, a indústria troca ou vende estes produtos. Antigamente, as trocas eram realizadas por objetos de valor desconhecido, onde os mesmos eram valorizados individualmente. Os economistas aceitam a tese que o comércio valoriza parceiros bilaterais (entre dois membros) ou multilaterais (muitos membros que trocam produtos entre si). O comércio mundial é regulamentado por um órgão denominado Organização Mundial do Comércio.

Como funciona o Indústria e Comércio

Este setor vai muito além de ser uma simples atividade econômica, com os avanços da tecnologia e a evolução na mão de obra, tem proporcionado novos processos de produzir e transformar matérias-primas. Na medida em que ocorre, a indústria cresce e evolui ainda mais em diversos ramos de atividades como os bens de produção, bens de consumo e de intermediários, além de fabricar praticamente todos os produtos utilizados pelo homem.

 

Todos os ramos industriais necessitam de determinados fatores para viabilizar o seu funcionamento como, por exemplo, uma boa rede de transportes e telecomunicações. Mas, segundo pesquisas, uma indústria de base precisa de mais matéria-prima e energia do que outras que utilizam de alta tecnologia, estas precisam de mão-de-obra altamente qualificada. E para que as de bens de consumo funcione é preciso que haja um mercado consumir amplo, em suas proximidades.

 

A história diz que, no período da Revolução Industrial por exemplo, os fatores determinantes para o funcionamento das indústrias estavam diretamente ligados às reservas de carvão mineral, que era a principal fonte de energia da época. Atualmente, as indústrias contam com energia siderúrgica. Desde os primórdios, os funcionárias deveriam desenvolver suas funções simples e de maneira repetitiva, em alguns casos ainda permanecem desta forma, sem a necessidade de saber algo a mais para complementar o seu trabalho, e se submeterem às ordens de seus gerentes. No entanto, este modelo se tornou decadente, pois funcionários limitados e sem motivação não proporcionam crescimento para a indústria.

 

No Brasil, a maior parte da produção industrial se encontra na região Sudeste, sendo a cidade de São Paulo onde se encontra a metade do que é produzido nacionalmente. Este setor começou a se desenvolver no país durante a década de 1950 até o final dos anos 1970 e tinha como foco substituir as importações, sendo impulsionado pelo Estado. Após o fim da Segunda Guerra Mundial e durante este período, houve um grande impulsionamento no setor, com um desempenho considerado pelos historiadores como impressionante, quando a economia mundial passava por um grande crescimento.



Fatores que explicam a industrialização do Brasil

 

Segundo o Wikpédia, há quatro interpretações que explicam a expansão do setor no país, sendo eles:

 

  • A teoria dos choques adversos: por meio de estímulos à produção, após dificuldades no comércio internacional e a adoção de uma política externa de expansão;

  • Exportações: o setor expandia juntamente com as exportações e decaia quando acontecia com as exportações;um setor dependia do outro para crecer;

  • Capitalismo tardio: o desenvolvimento industrial foi uma etapa de uma economia agrócila em plena expansão;

  • Incentivos do Estado: a proteção do governo foi o que impulsinou o crescimento da indústria nacional.

 

Para que serve o Indústria e Comércio

É por meio da atividade industrial que o homem adquire os produtos de grande utilidade para o seu dia a dia, além de gerar milhares de empregos e renda. No entanto, sua expansão tem gerado diversos e sérios problemas ambientais como os gases emitidos pelas fábricas, que poluem acamada atmosféricas e esgoto lançados nos rios sem nenhum tratamento.

 

Tipos de Indústria e Comércio

A indústria se divide em alguns setores como o setor primário que envolve a extração de recursos naturais como agricultura, mineração e madeira e apenas enviam os produtos para as fábricas para obter lucro, sem que sejam processados ou replantados. O setor secundário envolve o processamento de produtos originados pelo setor de extração que incluem as refinarias de metais, as que produzem móveis e as de embalagens de produtos agropecuários como carnes. Já o terciário é o que oferecem serviços como administradores, entre outros. Ainda tem o setor chamado de quartenário que diz respeitos a pesquisas científicas e tecnológicas.

Há também vários formas de comercializar produtos industrializados. O comércio está relacionado à economia formal, por meio de empresas registradas ou de maneira informal, que não possui registros e não pagam impostos, causando prejuízos ao setor econômico. O comércio também pode ser realizado entre países, por meio de importações e exportações, denominado comércio exterior. Há também outras classificações como os atacadistas, que vendem em grandes quantidades e os varejistas que vendem produtos unitários.

 

Quais os critérios para instalação de uma indústria

  • Mão de obra abundante e barata

  • Energia abundante e barata

  • Mercados consumidores

  • Infraestrutura

  • Vias de transporte e comunicações

  • Incentivo fiscal

  • Legislações fiscais, ambientais e tribitárias amenas

 

As 10 maiores indústrias por vendas no Brasil

  • Petrobrás

  • Vale

  • Wolksvagen

  • Fiat

  • Ambev

  • General Motors

  • Bunge Alimentos

  • Brasken

  • Cargill

  • CSN

 

Benefícios de Indústria e comércio

Com a modernidade, o setor obteve muitos avanços nos mais distintos aspectos, principalmente na indústria, que se modernizaram tecnologicamente e deixou para trás a forma rudimentar e braçal de trabalho. Estes avanços trouxeram consequências positivas e também negativas, como a substituição da mão de obra humana e a eliminação de algumas profissões, por exemplo. Mas, a formação pessoal visando a capacitação para domínio tecnológico, o surgimento de novas profissões e a especialização desta mão de obra compensaram estas perdas.

 

Ao comprar no comércio local, por exemplo, promove o desenvolvimento de determinada região contribuindo para novos postos de trabalho, gerando mais investimentos e renda. Bem como empreendedores que utilizam de outras ferramentas para viabilizarem seu comércio.

 

Com o Permuta Livre você pode comercializar os seus produtos com comodidade, segurança e pode tratar direto com o vendedor. Aqui você também pode realizar trocas e anunciar seus produtos. Então fique à vontade para navegar e encontrar o que deseja.

 

Comentários sobre Indústria e Comércio

Vídeo sobre Indústria e Comércio

Twitter
Indústria e Comércio
https://www.youtube.com/embed/lY7_g0CoF38
Indústria e Comércio