MINHA CONTA
Fechar
Para continuar, acesse sua conta ou faça um cadastro rápido.
E-mail ou Login
Senha
Esqueceu a senha?
Não consegue se autenticar?

Para comprar ou vender Fechar

Seja bem vindo ao Permuta Livre.

Wireless

Encontre milhares de ofertas de Wireless usados a venda no Permuta Livre. São milhares de anúncios publicados até 25/06/2019 e você pode comprar ou trocar diretamente com o vendedor. + continuar lendo

 

O que é Wireless?

 

 

Wireless é a transferência de informação entre dois ou mais pontos que não estão fisicamente conectados, e essa distância pode ser curta (controle remoto da televisão, por exemplo) ou atingir milhões de quilômetros, como o sistema de comunicações de rádio do espaço, por exemplo.

 

Este termo é utilizado para denominar uma rede de computadores sem a necessidade do uso de cabos, funcionando por meio de equipamentos que usam radiofrequência, comunicação via ondas de rádio, ou comunicação via infravermelho.

 

Alguns indivíduos confundem o fato de prédios e estabelecimentos comerciais possuírem wireless, de que o acesso à internet será gratuito, o que nem sempre ocorre.

 

A tecnologia Wireless significa “sem fio”, e possibilita a transmissão da conexão entre pontos distantes sem precisar usar fios (como telefones sem fio, rádios ou o seu celular). Essa tecnologia engloba uma série de outras, sendo a mais comum delas a Wi-Fi. Conheça algumas delas:

IrDA – transmissão de dados por um adaptador infravermelho, não possui armazenamento de dados. Somente envio e recebimento.

BlueTooth – muito utilizada em celulares e smartphones, permite com que se troque informações com muita facilidade. Seu ponto negativo é a necessidade de estar muito perto do dispositivo para haver a conexão.

RONJA – transmite dados usando feixes de luz.

WI-FI – seu acesso se dá por um ponto de acesso conhecido como Hotspot, e é possível acessar qualquer dispositivo por sua rede.

 

 

 

 

Lista dos 10 melhores Wireless

 

 

 

•DIR-615, da D-Link

•DIR-905L, da D-Link

•E2500, da Linksys/Cisco

•EA4500, da Linksys/Cisco

•Wireless N 3G/3.75G, da TP-Link

•N 3G/3.75G TP-Link

•USB 3G tipo UMTS

•HSPA

•EVDO

•ASUS RT-AC68U (AC 1900)

 

Como funciona o Wireless

 

 

Essa transmissão se dá da seguinte forma: a partir de um ponto no qual há uma internet tradicional, é instalado uma antena e um rádio de transmissão que envia sinal em alta frequência para determinada distância. Essa difusão pode ser aberta (qualquer um acessa, sem senha) ou fechada (é necessário obter o código de acesso).

 

USOS

 

 

Essa tecnologia vem sendo amplamente utilizada por estabelecimentos como cafeterias, restaurantes, pubs, aeroportos e muitos outros. Para saber se o que você está frequentando possui, fique atento às placas com o ícone acima. Se possuir, peça ao atendente a senha de acesso.

Muitas famílias também têm adotado a tecnologia em residências, principalmente quando a família é grande ou há vários dispositivos para se conectar à internet. Esse tipo de rede elimina a necessidade de se fazer uma rede complexa com muitos fios espalhados pela casa.

 

 

Empresas também são locais onde se encontram redes wireless, mas nem sempre elas são abertas aos funcionários. É comum possuírem esse tipo de tecnologia para reuniões e visitantes.

 

 

LIMITAÇÕES

O único tipo de limitação apresentada pela tecnologia Wireless é a velocidade máxima que o roteador suporta, e a quantidade de dispositivos conectados ao mesmo tempo.

 

 

 

Para que serve o Computadores e Informática: Wireless

 

 

 

O wireless possui algumas classificações: redes pessoais ou curta distância (Wireless Personal Area Network - WPAN), redes locais (Wireless Local Area Network - WLAN), redes metropolitanas (Wireless Metropolitan Area Network - WMAN) e redes geograficamente distribuídas ou de longa distância (Wireless Wide Area Network - WWAN).

 

Alguns indivíduos confundem o fato de prédios e estabelecimentos comerciais possuírem wireless, de que o acesso a internet será gratuito, o que nem sempre ocorre.

 

Para que o sinal de wireless possa ser distribuído para outros dispositivos, como acontece com a transmissão de internet sem fio, é necessário a instalação de um roteador ou um adaptador. Estes dispositivos ajudam a descodificar as ondas da rede wireless, facilitando o acesso ao sinal Wi-Fi ("wireless fidelity"). 

 

 

 

Tipos de Wireless

 

 

• Wi-Fi

 

• Bluetooth

 

• Hibernar

 

• Bits

 

• Ad hoc

 

• WLAN

 

• Username

 

• Insidioso

 

 

Existem 3 padrões principais para as Redes Wireless: 802.11b, 802.11a e 802.11g. Cada padrão tem vantagens e desvantagens. Ao escolher um padrão, alcance, estrutura do local, custos, devem ser considerados. 802.11a Opera numa frequência de 5Ghz, o que oferece grande confiabilidade, por ser uma frequência menos utilizada. 

 

A frequência é de 2.4 Ghz, o que pode ocasionar problemas com telefones sem fio ou fornos de micro-ondas. 802.11g é uma linha de produtos de fabricantes de rede sem fio que combina conceitos da 802.11a e 802.11b, conhecida como tecnologia “G”, apresenta velocidade do 802.11a, mas é totalmente compatível com redes 802.11b existentes. É mais barato que a tecnologia 802.11a, mas ainda usa a frequência de 2.4 Ghz, o que ainda pode ocasionar interferências de outros dispositivos. É uma ponte entre 802.11a e b ao mesmo tempo que fornece uma versão melhorada para uma rede “b”. 

 

Fornece uma velocidade mais rápida que o padrão 802.11b (até 54 Mbps), porém com um alcance operacional menor. A partir de 30 metros há redução de velocidade, mas em alcances menores fica entre 22 e 40 Mbps. 802.11b é o tipo de rede wireless mais popular, com velocidade máxima de 11 Mbps e alcance máximo operacional de 100 metros em ambiente fechado e 180 metros em área aberta. A velocidade de acesso depende bastante da distância ao ponto de acesso. A 20 metros a velocidade gira em torno de 11 Mbps. Em alcances de 80 a 100 metros a velocidade pode cair para 1 Mbps ou menos, o que pode causar perda de sinal e lentidão na conexão.

 

O alcance é o mesmo que 802.11b, não é compatível com o padrão “a”. 802.11n O IEEE aprovou oficialmente a versão final do padrão para redes sem fio 802.11n em 2009. Vários produtos 802.11n foram lançados no mercado antes de o padrão IEEE 802.11n ser oficialmente lançado, e estes foram projetados com base em um rascunho (draft) deste padrão. Há a possibilidade de equipamentos IEEE 802.11n que chegaram ao mercado antes do lançamento do padrão oficial serem incompatíveis com a sua versão final. Basicamente todos os equipamentos projetados com base no rascunho 2.0 serão compatíveis com a versão final do padrão 802.11n. Além disso, os equipamentos 802.11n possivelmente precisarão de um upgrade de firmware para serem 100% compatíveis com o novo padrão. As principais especificações técnicas do padrão 802.11n incluem: - Taxas de transferências disponíveis: de 65 Mbps a 300 Mbps. - Método de transmissão: MIMO-OFDM - Faixa de frequência: 2,4 GHz e/ou 5 GHz.

 

 

 

Benefícios de Computadores e Informática: Wireless

 

 

Flexibilidade: dentro da área de cobertura, uma determinada estação pode se comunicar sem nenhuma restrição. Além disso, permite que a rede alcance lugares onde os fios não poderiam chegar.

 

Facilidade: a instalação pode ser rápida, evitando a passagem de cabos através de paredes, canaletas e forros, portanto uso mais eficiente do espaço físico.

Redução do custo agregado: mesmo mais dispendiosa que uma rede cabeada, estão agregadas.

 

Vantagens como: melhor utilização dos investimentos em tecnologias existentes como laptops, rede de dados e voz, aplicativos, agilidade nas respostas aos clientes.

 

 

Em contrapartida, apresentam as seguintes desvantagens: 

 

Qualidade de serviço: a qualidade do serviço provido ainda é menor que a das redes cabeadas. Tendo como principais razões para isso a pequena banda passante devido às limitações da radio transmissão e a alta taxa de erro devido à interferência.

 

Custo: o preço dos equipamentos de Redes sem Fio é mais alto que os equivalentes em redes cabeadas.

 

Segurança: intrinsecamente, os canais sem fio são mais suscetíveis a interceptores não desejados. O uso de ondas de rádio na transmissão de dados também pode interferir em outros equipamentos de alta tecnologia, como por exemplo, equipamentos utilizados em hospitais. Além disso, equipamentos elétricos são capazes de interferir na transmissão acarretando em perdas de dados e alta taxa de erros na transmissão.

 

Baixa transferência de dados: embora a taxa de transmissão das Redes sem Fio esteja crescendo rapidamente, ela ainda é muito baixa se comparada com as redes cabeadas.

 

Uma rede sem fio é uma infraestrutura das comunicações sem fio que permite a transmissão de dados e informações sem a necessidade do uso de cabos – sejam eles telefónicos, coaxiais ou óticos. Isso é possível graças ao uso, por exemplo, de equipamentos radiofrequência de comunicações via infravermelho (como em dispositivos compatíveis com IrDA) etc. É conhecido também pelo anglicismo wireless network.

Essa infraestrutura tecnológica inclui desde o uso de transceptores de rádio até satélites artificiais no espaço sideral. Seu uso mais comum é em redes de computadores, servindo como meio de acesso à internet através de locais remotos como um escritório, um bar, um aeroporto, um parque, em casa etc.

 

 

Fonte: 

http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2011/12/o-que-e-wireless.html

http://www.hardware.com.br/artigos/basico-entendendo-rotesdores-wireless/

https://www.oficinadanet.com.br/post/2961-o-que-e-wireless-e-como-funciona

 

Comentários sobre Wireless

Vídeo sobre Wireless

Twitter
Wireless
https://www.youtube.com/embed/rLb8t1fgGG8
Wireless